03/02/21

Desvendando a Demonstração do Fluxo de Caixa

Hoje vamos falar da não menos importante DFC (Demonstração do Fluxo de Caixa),  na qual avaliamos um dos itens mais importantes para saúde da empresa: o caixa.

O texto dessa semana é composto pelos seguintes tópicos:

1.      O que é a DFC?

2.      A importância da DFC e suas vantagens

     Bora lá!

1.      O que é DFC?

A Demonstração de Fluxo de Caixa é uma demonstração contábil que demonstra o movimento de entradas e saídas de dinheiro da empresa. Para obter um bom controle, é preciso realizar registros detalhados dos ganhos e gastos, sempre com disciplina e sem erros.

Para tornar o processo eficiente, todas as receitas e despesas, por mais pequenas que sejam, necessitam ser registradas. É comum, em pequenas empresas, que essa organização comece por planilhas, mas o recomendável é avançar para as ferramentas mais completas, como por exemplo um software de gestão financeira.

2.      A importância da DFC e suas vantagens

O  SEBRAE, organização que acompanha  o desenvolvimento das micro e pequenas empresas, também indica a análise e uso contínuo dessa demonstração. Podemos ver vários benefícios desse tipo de controle como:

·         Verificar se o recebimento por vendas será suficiente para cobrir todos os gastos;

·         Antecipar decisões quanto à falta ou à sobra de dinheiro;

·         Identificar se a empresa está trabalhando com dificuldade ou folga financeira;

·         Possuir embasamento para ajuste do preço de venda para cima ou para baixo;

·         Avaliar a possibilidade de realizar promoções e liquidações;

·         Confirmar se os recursos financeiros próprios serão suficientes para o capital de giro do negócio ou se há necessidade de buscar dinheiro de terceiros..

Veja um caso sobre a importância desse controle: 

Em uma estratégia para alavancar as vendas, você decidiu realizar uma semana de descontos especiais. Como retorno, ao fim do período, faturou 25% a mais do que o previsto, atingindo um faturamento de R$ 76 mil.

Ao registrar as entradas e as saídas do período, identificou que a promoção fez seus gastos crescerem e, somando todos os valores desembolsados, encontrou um custo total de R$ 74 mil.

Conclusão: O controle sobre o fluxo de caixa  permitiu enxergar a real situação. Através dessa gestão, verificamos uma situação que parecia favorável, mas que possuía falhas na estratégia de vendas, que, por pouco, não deixaram o saldo negativo.

Com esse exemplo, fica claro que o fluxo de caixa pode, muitas vezes, abrir os olhos do dono do negócio assim como no exemplo citado acima.

Por tanto, combine com seu contador consultor para avaliar a situação da sua empresa e reveja  a maneira como é feito esse controle  de caixa.

Compartilhe: